Notícias
Agentes do setor elétrico se reúnem para debater perspectivas futuras e práticas socioambientais

Seminário O Futuro da Relação será realizado nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro em Itaipu e irá abordar a sustentabilidade do setor a partir de questões sociais, econômicas e ambientais

Canal Energia - 28/11/2017


     Com a proposta de debater as perspectivas do cenário ambiental que envolve o Setor Elétrico Brasileiro, o Fórum de Meio Ambiente do Setor Elétrico e a Itaipu Binacional promovem o seminário O Futuro da Relação, nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, em Foz do Iguaçu (PR). Estão previstas as participações de especialistas, executivos e autoridades do setor, como os secretários do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa e Fábio Lopes, os presidentes da Associação Brasileira dos Órgão Ambientais, Abema, Luiz Mossato, e do TCU Ministro Raimundo Carreiro, o diretor da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) Amilcar Guerreiro.
     O seminário pretende aplicar uma ampla abordagem em relação à sustentabilidade do setor elétrico, com destaque para melhores práticas socioambientais desenvolvidas pelas empresas elétricas. Segundo o presidente do FMASE, Ênio Fonseca, o evento é uma importante ocasião para expor os ajustes que precisam ser feitos a fim de dinamizar o setor, especialmente no que diz respeito às questões de regulação ambiental, que têm sido percebidas como um entrave ao desenvolvimento do país. “É uma oportunidade muito rica, pois estamos vivenciando um momento de profundas mudanças em vários aspectos do setor elétrico brasileiro, com o novo marco regulatório prestes a sair. São mudanças que irão impactar não só os agentes, mas toda a sociedade”, observou.
     Ênio reforça que o momento é crucial para o debate em torno toda estrutura legal que envolve as questões ambientais. “Temos de observar a sustentabilidade do setor sob os pilares social, econômico e ambiental, com a clara percepção de como o SEB se posiciona em relação aos benefícios e os desafios que se apresentam. É Importante mostrar que temos buscado oferecer à sociedade uma estrutura de energia considerada limpa, mas que também possa garantir o desenvolvimento econômico do país e a qualidade de vida dos brasileiros”, comentou o presidente do Fórum.
     Para o diretor-geral de Itaipu, Luiz Fernando Vianna, sediar e coorganizar um evento deste porte tem um significado muito representativo para empresa. “Itaipu incluiu em sua missão, desde 2003, o desenvolvimento sustentável. Isso enfatizou ainda mais a nossa responsabilidade ambiental. E por esta postura, já fomos reconhecidos e premiados pela Organização das Nações Unidas, em especial, pelos cuidados com a água, e por iniciativas socioambientais bem-sucedidas no entorno da usina”, observou.
     Vianna lembra que Itaipu foi a primeira usina a fazer parte da rede mundial de reservas da biosfera, com uma área protegida localizada no lado paraguaio. Em 2018, a previsão é de ampliar esta área também no lado brasileiro da usina. A rede mundial de reservas de biosfera reúne áreas voltadas à pesquisa cooperativa, à conservação da biodiversidade e à promoção do desenvolvimento sustentável. Com isso, Itaipu vem fortalecendo seu papel institucional como organização que participa ativamente na preservação do meio ambiente.
     O evento é voltado para profissionais que atuam nas áreas ambiental, de planejamento, operação, jurídica das concessionárias de energia, entidades de classe e setoriais, órgãos públicos, tais como agências reguladoras, órgão ambientais, ministérios e secretarias estaduais, poder judiciário, pesquisadores do setor e representantes da sociedade em geral. A expectativa da organização é que cerca de 200 pessoas participem da programação.
     “Teremos especialistas do Brasil e do exterior, autoridades dos principais setores que lidam com essas questões, em debates de alto nível. Nosso temário inclui tecnologia, matriz energética, geração de renda, licenciamento ambiental, gestão de recursos hídricos e qualidade de vida, tudo avaliado tendo por base a interação do setor de energia, que é base para o desenvolvimento econômico do País e garante a melhoria da qualidade de vida da população”, revelou Ênio Fonseca.
     O evento irá tratar de aspectos estratégicos e mostrar iniciativas de sucesso, como os cases da Itaipu Binacional, de Belo Monte e da colombiana Isagen. A programação contará com 3 painéis, no primeiro dia (30/11) de novembro, em que serão abordados os temas “Oportunidades para o Setor”, “Desafios do Licenciamento Ambiental” e “Gestão Social, Desenvolvimento Regional e Tecnologia”.
     Ao final do dia, em um coquetel no Mirante Central da Itaipu, será lançado o livro “O Setor Elétrico e o Meio Ambiente”, cuja edição foi coordenada pelos especialistas Adriana Coli e Pedro Dias do Fmase. A programação do segundo dia (1º/12), prevê uma visita à usina hidrelétrica de Itaipu e uma apresentação sobre projetos socioambientais mantidos pela empresa na região.




Rua Paes Leme, 215 - Ed. Thera Office - Conj. 504

São Paulo - SP - 05424-150

Tel.: 11 3089-8800 ou BSB 61 3327-6042

www.fmase.com.br