Notícias
Chuvas esperadas pelo setor elétrico ficam abaixo da média

As chuvas em janeiro, aguardadas pelo setor elétrico para ajudar na reposição do nível dos reservatórios das hidrelétricas, foram inferiores à média histórica na maior parte do país, informou ontem o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE)

Valor Econômico - 08/02/2018
Por Rafael Bitencourt


As chuvas em janeiro, aguardadas pelo setor elétrico para ajudar na reposição do nível dos reservatórios das hidrelétricas, foram inferiores à média histórica na maior parte do país, informou ontem o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE). As informações, apresentadas em reunião do comitê, indicaram que somente a região Sul registrou precipitações acima da média.

Ao avaliar as condições de suprimento elétrico do país, o CMSE observa o comportamento das chuvas que abastecem os reservatórios, em termos de energia natural afluente (ENA) bruta. Em janeiro, o setor registrou os percentuais de 96% no Sudeste/Centro-Oeste, 191% no Sul, 36% no Nordeste e 62% no Norte.

Com as chuvas de janeiro, o nível dos reservatórios das hidrelétricas atingiu os valores de 31,3% (Sudeste/Centro-Oeste), 81,9% (Sul), 17,8% (Nordeste) e 32,3% (Norte). Os valores esperados no fim de fevereiro são 39,9% no Sudeste/Centro-Oeste, 78,8% no Sul, 23,7% no Nordeste e 49,1% no Norte. O risco de déficit de energia no sistema elétrico em 2018 é de 0,3% para o subsistema do Sudeste/Centro-Oeste e 0,1% para Nordeste.




Rua Paes Leme, 215 - Ed. Thera Office - Conj. 504

São Paulo - SP - 05424-150

Tel.: 11 3089-8800 ou BSB 61 3327-6042

www.fmase.com.br