Fmase precisa ainda mais ampliar sua atuação em Brasília e fortalecer a imagem institucional

Caro Leitor,

Com um ano eleitoral tão atípico e com um calendário legislativo mais curto, o Fmase precisa ainda mais ampliar sua atuação em Brasília e fortalecer a imagem institucional. Investir na interação com os atores envolvidos em processos decisórios, aproximar-se mais da sociedade civil, comunidades e mídia, são os aspectos essenciais para desmistificar a imagem do Setor Elétrico como um degradador do meio ambiente.

Por essa razão, nesse biênio o Fmase vem resgatar a real importância do SEB na vida de cada Brasileiro. Demonstrando que a internalização dos conceitos da sustentabilidade, cresceu muito nas últimas décadas, no âmbito do setor elétrico, não foi diferente. O aumento da participação dos custos socioambientais no orçamento total dos empreendimentos, ao longo das últimas décadas, é o aspecto que mais impressiona.

Atualmente, estudos demonstram que o Setor chega a investir mais de 20% dos custos totais do empreendimento em ações de proteção socioambiental. Ainda, demonstram que as questões sociais, como remanejamento populacional, apoio às comunidades, municípios e infraestrutura, representam a maior parte desses custos (quase 80%). Isso porque, muitas vezes os empreendimentos ficam responsáveis por levar infraestrutura básica aos municípios de sua região de inserção, ações essas que, na maioria das vezes, deveriam ser conduzidas pelo poder público. Porém, mesmo com todos esses investimentos, percebe-se que os atores envolvidos no licenciamento ambiental não têm reconhecido essas iniciativas. Assim como, o consumidor final não percebe os impactos destes custos na tarifa paga de energia.

Dessa forma,  o Fmase entende que o Setor Elétrico precisa demonstrar que a proteção socioambiental e a preservação dos recursos naturais integraram definitivamente em seu rol de prioridades, no entanto a sociedade também precisa ter consciência do trabalho realizado e do custo de tais investimentos na tarifa final da energia paga por cada residência, indústria e comércio.

Marcelo Moraes
Presidente
Associação Fórum de Meio Ambiente do Setor Elétrico – FMASE

Entidades Associadas

Fórum de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Setor Elétrico – FMASE
SCN Quadra 04, Bloco B, Ed. Centro Empresarial Varig, Sala 101 Brasília - DF 70714-900

11 3089-8800  SÃO PAULO
61 3327-6042  BRASÍLIA